Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mãe-Galinha

OS PINTOS E OS PATOS

Rita, 14.04.04
No Domingo de Páscoa as pintaínhas receberam um presente muito especial - uma caixa com dois pintaínhos e dois patinhos - lindos, amarelos e felpudos.

A ideia não podia ter sido senão da prima MJ, a barriguda. Mas ela nem sabe o que me me arranjou....



- Ó mãããeeeee - Vamos levá-los para casa!

- Nem pensar! - respondi secamente

- Vá lááááá.... Pu favô....

- Não. Está fora de questão. Nós vivemos num apartamento. E soletrei: a-par-ta-men-to. Além disso eles ficam muito melhor aqui. A avó Emília tem muito espaço para eles. É nas quintas que os animais devem estar. Vá, vamos lá arranjar um lugar para eles ao pé das galinhas.

(A avó Emília é minha avo, bisavó das minhas filhas).

- Mas podíamos pô-los na nossa varanda. E dormiam no nosso quarto....

- Não. Já disse que não. E não se fala mais nisso. Que porcaria|! E onde é que eles faziam xixi e cócó?

- E tu não sabes que as aves não fazem xixi? Só fazem cócó? - Maria dixit, 5 anos de sabedoria profunda

- ?! (Mãe arregalando os olhos). É indiferente. Os patitos e os pintos ficam cá. Além disso, na 6ª feira já cá estamos outra vez e passamos cá TRÊS dias!



E pronto. Ficaram convencidas; os animais ficaram assim aos cuidados da avó Emília e ao que se sabe, têm sobrevivido áquela tarde de autêntica tortura (foram agarrados, amassados, puxados e empurrados, pobres bichos, coitados.... In Ode aos patos, by Mãe-Galinha)

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5