Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Tem a quem sair mas não é a mim

14.03.06
É muito teatral e já aprendeu a arte de nos enrolar a sério.
- Dói a baguiga... Dói a cabêcha... Dói a péna - sempre com um ar muito infeliz. Dói-lhe sempre qualquer coisa quando são horas de tomar banho, de ir dormir ou de ouvir um ralhete.

Tem uma autêntica paranóia com o sangue. A Inês também tinha. Tem um dó-dói aqui na péna e tem muito shangue, qués beí mãe?
E eu: Ai coitadinha, deixa ver? Ah! que grade dói-dói (uma porcariazita, um arranhão ou uma nódoa negra) - Quem fez?
- Foi o Xoãopêdo! Bés o shangue? bês?

Gosta de tomar xaropes e faz grandes birras quando alguma das irmãs tem que tomar alguma coisa e ela não. Ás vezes diz - Não quéio íe ao páque. Quéio íe ao méquido!

Quer-me cá parecer que é um bocado hipocondríaca.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

7 comentários

Comentar post