Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Keyword - crescer

10.11.06
Deixa-me recados com desenhos onde leio "Mãe: Não te canses muito. Pede-nos ajuda. Beijinhos da Maria"
Pergunta-me porque é que não me sento, diz-me que tenho olheiras, começa a compreender o que é um marinheiro solitário.
Às vezes quebra o gelo, ri-se muito e diz
- Ah! Até parece que tens cinquenta!!
quando eu grito e resmungo
- Eu só tenho dois braços!!
- Já viste, mãe, se tivesses um braço a sair-te das costas? Podias mexer o arroz e fazer a salada ao mesmo tempo!

Agora, num repente que ainda não entendi donde lhe veio, acrescenta
- Xastar que eu lavo a alface
E de manhã
- Onde é que está a roupa da pirarlha? Que eu visto-a.

A linha das preocupações devia ser sempre recta e de direcção única, de nós para elas. De repente, da linha recta fez-se um círculo e isto não é uma operação geométrica nada simples, que a recta é uma coisa infinita e um círculo não me parece que seja.

Esforço-me por não deixar transparecer cansaços e desilusões. Mas ela já vê para dentro de mim, é isso.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

11 comentários

Comentar post

Pág. 1/2