Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Sabes,

Rita, 26.02.08
é como se me tivesse passado um camião por cima e eu sentisse que a minha vida tinha ficado toda lá atrás.
Foi de repente. O camião não, a sensação. De que deixei fugir tantas cosias que agora já não vou ser capaz de apanhar, que este bocado da minha vida que já passou foi esquisito, sempre guiado por luzes doutras lanternas, e eu, onde é que eu estava?

Sabes, estas coisas agora atormentam-me porque, sei lá porquê, se calhar é porque me faltaram aqueles bocados,
mais de mim, entendes?

É como se eu tivesse andado uma vida inteira a remediar vidas

a minha

a dos outros

e a procurar momentos felizes nuns buracos mal acabados

Só que agora, de repente, vêm-me à memória esses buracos e estou assim.
Desequilibrada.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

7 comentários

Comentar post