Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

9 anos

Rita, 17.10.07
foto - diogo

Chegámos à escola à hora do costume mas hoje, em vez das caras semi-remelosas e dos bons dias entredentes, do lado de dentro das grades, as amigas todas aos gritos
- Maria! Maria!
E depois os "parabéns a você" que nem deixaram ouvir a campainha.

Faz nove anos, a minha miúda, e hoje de manhã tinha uma escola inteira a cantar-lhe os parabéns.

Tem muitos defeitos, a minha miúda - é irresponsável qb, perde tudo e é um bocado mandona. Mas é gira que se farta e é a criança mais altruísta que conheço.

Somos mais amigas do que a conta. Dizem os que não sabem tudo que mães e filhas não podem ser grandes amigas. Eu e a minha miúda somos muito "do contra" e somos um bocado cúmplices. Noutro dia disse-me que não queria escrever no diário porque preferia conversar comigo. É que eu respondia e dava-lhe ideias boas e o diário não. Era o assunto uma coisa de rapazes, um dilema com direito a lágrimas. Coisas de gajas, portanto. E eu ignorei completamente as teorias eduardosarianas e falei com ela de gaja para gaja e esqueci-me que entre nós houve um dia um cordão umbilical. O cordão agora é emocional e nós somos felizes a geri-lo assim.

A minha miúda mais velha pediu como presentes um i-pod, um telemóvel, umas leggings e um livro da colecção "uma aventura". Parece-me que cresce a bom ritmo e que não está alta demais para a idade.
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

38 comentários

Comentar post

Pág. 1/4