Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe-Galinha

Nem a propósito

Rita, 26.10.07
Às cinco e meia, quando a fui buscar à escola:
- Ó mãe! Eu hoje saía às quatro e meia porque tinha musica...
- Não tinhas nada...
- Tinha!

Depois apercebi-me que sim, que devia ter saído às quatro e meia e que ficou por ali durante uma hora preocupada e à minha espera. Desenrascou-se e enfiou-se numa aula qualquer do prolongamento de horário e
- Às vezes ia à janela a ver se te via.

Expliquei-me - que tinha ido com a Inês falar com a professora e me tinha distraído e nem sequer tinha olhado para o horário e
- olha, querida, estou tão cansada que me esqueci mesmo.
Desculpas aceites e
- Deixa lá mãe. Era pior se te esquecesses de mim numa estação de serviço a meio da auto-estrada! (Ela sabe dos meus pesadelos)
O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5

7 comentários

Comentar post