Quinta-feira, 23 de Janeiro de 2014
M10/94

Noutro dia a Inês disse-me que gostava de viver no centro da cidade.

Eu percebo-a e às vezes também gostava. Mas tinha que ser assim numa casa grande, com muito espaço exterior, com o silêncio que só há na nossa casa e com vizinhos como os nossos.

 

Eu gostava de conseguir cultivar melhor as relações com os vizinhos.

 

(Já se imaginaram a viver num apartamento? A gramar com o barulho dos outros e a fazer os outros aguentar o nosso barulho? Flautas e harpas e clarinetes e sabe-se lá que mais, e  correrias e gritos e televisões aos berros e pés zangados a subir escadas).

 

Aqui há espaço, há terra, há hortas e animais, e há estes gestos que não têm preço - chegar a casa, já de noite* e ter no muro do jardim um cabaz da horta dos vizinhos. (Obrigada Liliana e Pedro)

* Mas em Janeiro uma hora por inteiro e, quem bem olhar, hora e meia há-de achar.



Rita às 17:21
link do post |


O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5
.Correio

e-mail