Quarta-feira, 12 de Março de 2014
M19/94

12 de Março - dois meses.

As gavetas do teu quarto estão todas desarrumadas. Ontem até fugi, para não gritar, quando procurei uns collants para a Carminho.

Nem te falo das prateleiras do armário...

Tenho gerido bem as saudades emocionais. Tenho saudades, claro, imensas, mas sei que estares aí é uma oportunidade única de crescimento e aprendizagem. Calculo que vivas esta reta final com um sentimento duplo - a pressa do regresso e a vontade de ficar (falta menos de um mês e daqui a 13 dias tens aí a Marta). Aproveita bem (e o conselho do costume - tem juízo).

As saudades não só só as da alma. Eu também tenho saudades práticas. Saudades da tua ordem - as gavetas imaculadamente arrumadas (por cores!) as toalhas sempre no sítio, a mesa posta com preceito, as mantas do sofá dobradas. E a ordem emocional - falta-me o teu tem calma, mãe*

para por água na fervura nos dias menos bons. 

Entretanto, a primavera está a chegar. Por muito chuvoso que tenha sido o inverno, estes primeiros dias de calor dão cabo de mim. E isso também não é nada bom para as saudades.

 

(Já escrevi tanto sobre os males da primavera)

 

 

* A Inês vai tentando o calma flor, ou o senta aqui jovem mas nessas alturas só me dá é vontade de rir. Rir é uma forma de acalmar, acho.



Rita às 18:30
link do post |


O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5
.Correio

e-mail