Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009
Ao jantar, sopa de abóbora

Um morto-vivo é uma pessoa que tecnicamente* morreu mas que ainda respira. Uma múmia é uma pessoa a quem tiraram a parte de dentro no Egipto; depois puseram uns motores tipo robot para poder voltar a andar. Um vampiro é tecnicamente* um homem que existe mesmo, é arraçado de morcego e trinca pescoços para sugar o sangue das pessoas (essas pessoas depois  transformam-se em vampiros) e, tcharan! As bruxas são pessoas normais que voam em vassouras.

- E as fadas?

- As fadas não existem, mãe!

 

(pensam elas)

 

Digo eu - o verdadeiro amor, aquele mesmo sem limites, não tem nada a ver com velar-lhes o sono ou dar-lhes a mão para atravessarem os momentos difíceis. Esse amor maior consiste em detestar o halloween mas passar mais de cinco horas a costurar-lhes os fatos. Afinal as fadas existem e eu sou uma delas.

 

* Tecnicamente, para a Maria mais velha, tudo tem que ter uma explicação científica.



Rita às 11:25
link do post |

9 comentários:
De Bárbara Yu Belo a 28 de Outubro de 2009 às 11:51
Ora aí está!

Neste caso, se me permites, somos duas :D
(já tenho os olhos em bico, de tantos morcegos-e-afins que tenho costurado :p)


De mother_24 a 28 de Outubro de 2009 às 12:03
LOLOL deliciosa a descrição e imaginação das tuas miudas!

Já dos fatos... só mesmo um amor de mãe para fazer-lhes as vontadinhas todas LOL

jocas


De Mariana Páscoa a 28 de Outubro de 2009 às 13:09
Fadas existem sim basta ler o blog para ver! Um dia quando essas meninas forem mamãs vão dar valor a todo esse trabalho árduo! Eu com a minha de quase 2 anos vejo-me um bocado às aranhas e não paro de me perguntar o que terá passado na cabeça da minha mãe para ter tido 3! Pois é, mãezinha tem muito valor! É muito mais que fada!


De Rosário Albuquerque a 28 de Outubro de 2009 às 13:38
bom... hesitei entre o comentário e o email, mas aqui vai
de tudo aquilo que vejo diariamente na internet, o teu blog é sem dúvida aquele que mais vezes me fez sorrir, rir, dar umas boas gargalhadas e até já cheguei a chorer! nunca, mas nunca fico indiferente ao que escreves. a maioria das vezes não comento porque, enfim, sou portuguesa, e escrever dá trabalho! às vezes também me parece que comento em demasia...
apeteceu-me agora dizer-te, mais uma vez, que adoro o que escreves e como escreves. o tão simples post de hoje está cheio de tantas coisas!
obrigada por escreveres e por me deixares ler.
por aqui somos tão iguais a vocês (e tão diferentes também).
um abraço Rita :)


De Zuza a 28 de Outubro de 2009 às 14:16
Fada? Eu diria mais um "da" (não confundir com dahhh:P): FADADA ;)))


De Traquinasmother a 28 de Outubro de 2009 às 15:24
mais que Fada...uma super fada..


De Karla a 28 de Outubro de 2009 às 16:07
LOL Essa da múmia fez-me gargalhar sozinha. Lindo!


De annacatju a 28 de Outubro de 2009 às 17:23
Que querida ... Fada Rita!


De Eu a 29 de Outubro de 2009 às 22:19
Brilhante!


Comentar post

O nome e os conteúdos deste blogue estão protegidos por direitos de autor.
© Rita Quintela
IBSN 7-435-23517-5
.Correio

e-mail